Ciência, Comunicação e Educação caminhando de mãos dadas

perfis mulheres na ciencias - stephany-01

Sthefany Pereira, de 16 anos, é muito participativa nos programas e projetos do Instituto. Sua trajetória iniciou-se quando ainda estudava na Escola Municipal Amanda Peña de Azevedo Soares, em Maricá. Ao conhecer o IJCA, a jovem estudante participou do Movimento #TamoJunto9ºAno, foi aluna do Reforço Escolar, Vídeo Participativo e Fortalecendo Trajetórias, ingressando logo em seguida no Ensino Médio no Colégio Pedro II em Niterói. Durante a pandemia foi aluna do projeto Jovens Comunicadores e agora é integrante da Agência de Comunicação Jovens Comunicadores, da nossa parceira Bem TV. Segundo a jovem, fazer uma graduação em Comunicação Social é um sonho. ”Sempre gostei de escrever, sou de humanas, por isso acho que não teria uma área melhor. O programa Jovens Comunicadores me fez ter certeza da profissão que quero seguir.’’ afirma.

Logo no início da pandemia, teve que se adaptar à nova rotina de aulas e atividades escolares tanto no projeto Jovens Comunicadores, quanto no Colégio Pedro II, se dedicando e trazendo resultados significativos no Programa de Iniciação Científica (PROVOC) oferecido pelo Colégio em parceria com a FioCruz. Para ingressar na Iniciação Científica, passou por um processo seletivo de três etapas:

A primeira foi participar da Jornada Científica na Escola Politécnica da Saúde Joaquim Venâncio (EPSJV), no Campus FioCruz; A segunda foi escrever uma redação sobre a experiência na Jornada e sua expectativa no programa. Essa etapa foi elaborada pelo Pedro II, como uma forma de entender o interesse do jovem em participar da próxima etapa; A terceira etapa se caracterizou por uma entrevista na Escola Politécnica de Saúde, por pessoas que trabalham no PROVOC. ‘’Lembro que me perguntaram sobre o que eu gostava de fazer, o que eu pretendia e quais eram as minhas expectativas para o programa. Garanti que a escrita é minha paixão, e que a essa altura eu já estava apaixonada pela FioCruz, que é um santuário da ciência e saúde, não só para o Rio de Janeiro, mas para o Brasil inteiro.’’ destaca a jovem. 

Após essa etapa, os jovens selecionados são direcionados para as áreas que mais se identificam. ‘’Cai no Laboratório de Inovações em Terapias, Ensino e Bioprodutos (LITEB), trabalhando com séries, filmes e documentários de abalo científico presentes na Netflix, sendo orientada pela professora e bióloga Roberta Rodrigues da Matta e co orientada pela doutora Tânia Cremonini de Araújo-Jorge.’’ relata a futura jornalista que abraçou a oportunidade de unir Comunicação, Educação e Ciência, os temas que mais lhe interessam. 

Junto de sua orientadora, criou um guia educativo do filme de animação “Os sem floresta”, onde mostram como o filme pode ser usado por professores para tratar do processo de urbanização, enfatizando o fato de que essa não é a única temática que pode ser interpretada através do longa metragem.

 

Seu trabalho é um apoio para que os professores passem a reforçar a utilização de filmes e/ou séries na formação acadêmica dos alunos, valorizando o conteúdo que as obras cinematográficas nos proporcionam da forma mais lúdica e diversa possível. 

‘’Minha experiência com o Programa de iniciação científica (PROVOC) foi enriquecedora, pude me descobrir como aluna, ver minhas dificuldades e preferências. Além de me fazer valorizar o mundo e o trabalho científico de forma geral. Pude desenvolver um trabalho com o principal objetivo de atrair os alunos para o estudo da geografia e que através disso eles passem a carregar um novo olhar para as obras cinematográficas, buscando outros possíveis conteúdos que elas possam vir a transmitir. Espero extrair dos estudantes o sentimento de que estudar não é só o livro e o quadro. Pode-se aprender estudando de várias formas diferentes, a educação está em tudo que movimenta o mundo. Fico realizada em ter criado, junto da minha orientadora essa nova possibilidade de ensino. Como diria o grande educador Paulo Freire:

 

“Ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua própria produção ou a sua construção.” 

 

Compartilhe

Posts Relacionados

Confira o resultado final do processo seletivo para cursos remotos (ensino à distância)

Atenção! Saiu o resultado do Processo Seletivo para cursosremotos em Administração de Materiais e Técnicas de Atendimento do programa Oficina...

Conexão IJCA e Alemanha

Oceanógrafa, mestre em geociências e recém empreendedora, Francielly Monteiro viu na educação a porta para alcançar seus objetivos. A jovem,...

IJCA leva Guia Acesso e Permanências para escolas e pré-vestibulares

No ano em que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), registra mais de cinco milhões de inscrições – o...