Formação em Tecnologia que abre portas

Design sem nome (2)

“O interesse pela área da tecnologia sempre esteve dentro de mim, mas conhecer mais sobre a programação e aprender mais sobre área de tecnologia com certeza foi o pontapé inicial de muitas oportunidades no campo pessoal e profissional”. Foi assim que Karen Salvaya resumiu sua passagem pelo curso Trilha Tecnológica do Instituto JCA. A jovem, de 25 anos, viu a formação como uma porta de entrada para se qualificar na área, aproveitou oportunidades, atuou como educadora e hoje sonha em cursar Tecnologia da Informação.

A trajetória de Karen na área da tecnologia iniciou em 2022, na formação entre IJCA e Recode, que apresentou a ela as ferramentas digitais e a introdução à programação. “O curso não só abriu a minha vontade de aprender mais sobre a área, ele foi o início de tudo! A vontade só cresceu, a paixão só aumentou e os olhos brilhavam pela tecnologia”, afirmou.

Após a formação, Karen viu a possibilidade de expandir ainda mais seu conhecimento.”Foi após o trilha que eu comecei no curso remoto de introdução à ciência da computação, voltado para jovens de baixa renda que não poderiam fazer a formação presencial na Universidade de Harvad. E sinto que foi uma experiência muito boa que eu só tive acesso graças ao conhecimento que tive no curso do Trilha”, argumentou. E assim, as portas começaram a se abrir. No mesmo ano, a jovem teve a oportunidade de voltar ao Centro Digital do Instituto JCA, dessa vez como monitora da formação.

Em 2024, em uma nova oportunidade, Karen assumiu como educadora a turma do curso Trilha Tecnológica com foco na Inclusão Digital, formação realizada em parceria com a Alura. Agora, estando do outro lado da sala de aula, ela compartilha os sentimentos dessa jornada. “Poder mostrar como eles podem aperfeiçoar os próprios sonhos e escolhas através da área da tecnologia foi maravilhoso. Minha missão é lembrar a eles que mesmo que não sigam uma trajetória profissional na área da Tecnologia da Informação, eles podem utilizar a Inclusão Digital no dia a dia, na área que eles optarem, nas escolhas que venham fazer no seu futuro”, expressou a jovem.

Após encerrar o primeiro ciclo como educadora com a turma do Trilha Tecnológica, Karen avalia a experiência. “Estar na sala de aula tem sido uma experiência encantadora, é uma coisa que me uniu aos alunos, fez eu me conectar com eles e eu realmente gostei e pretendo continuar a me dedicar a essa área, que conquistou meu coração”, afirmou. Para o futuro, Karen sonha em unir dois desejos, um antigo e um mais recente.”Eu almejo fazer a licenciatura na parte de Tecnologia da Informação, unir minha paixão por T.I. com a parte de ensino. Espero poder aperfeiçoar meu conhecimento e seguir uma carreira na área de programação, especificamente na parte de segurança”, completou ela.

Compartilhe

Posts Relacionados

Confira o resultado final do processo seletivo para cursos remotos (ensino à distância)

Atenção! Saiu o resultado do Processo Seletivo para cursosremotos em Administração de Materiais e Técnicas de Atendimento do programa Oficina...

Conexão IJCA e Alemanha

Oceanógrafa, mestre em geociências e recém empreendedora, Francielly Monteiro viu na educação a porta para alcançar seus objetivos. A jovem,...

IJCA leva Guia Acesso e Permanências para escolas e pré-vestibulares

No ano em que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), registra mais de cinco milhões de inscrições – o...