Do trabalho formal  para o empreendedorismo

IMG_0163

Luiz Gottardo, 28 anos, acredita que apresentar diferentes possibilidades de futuro seja a oportunidade para um jovem transformar sua trajetória. Para ele, isso foi a chave para transformar sua vida profissional. Aluno formado pelo Instituto JCA, Luiz cursou as formações em Auxiliar de Lanternagem e Pintura. Hoje tem seu próprio empreendimento como sócio-investidor na Zé Delivery, uma plataforma de entrega de bebidas online.

Morador de Niterói, Luiz conta que o IJCA surgiu em sua vida em um momento em que ele começou a ambicionar um crescimento em sua vida profissional. “Eu tinha 18 anos, trabalhava como auxiliar de serviços gerais e meu chefe, vendo minha dedicação e esforço no trabalho, me incentivou a me profissionalizar em algo. Buscando um curso, eu encontrei o instituto e ingressei na formação em Auxiliar de Lanternagem”, conta Luiz.

A passagem pelo instituto rendeu mais do que um certificado ao jovem. Isso porque a formação no programa Oficina do Ensino possibilita ao aluno ampliar suas perspectivas sobre as diferentes oportunidades no mundo do trabalho que uma formação pode proporcionar. “No IJCA, eu conheci novas pessoas, percebi que tinham outras possibilidades de carreira e dali eu decidi que queria ser empreendedor”, afirmou o jovem.

O foco e a dedicação de Gottardo em se estabelecer financeira e profissionalmente, o acompanharam no período em que precisou conciliar a formação com trabalhos informais. “Sempre fui muito esforçado, pela manhã eu trabalhava em um lava-jato, à tarde ia para o curso e à noite vendia lanche em uma barraquinha, mas tudo isso porque eu tinha meu objetivo”, lembrou ele.

Após a formação em Lanternagem, Luiz ingressou no curso de Pintura Automotiva, e com a formação veio sua primeira grande oportunidade no mercado formal. ”Eu concluí o curso e fui trabalhar como auxiliar de manutenção na Auto viação 1001, estive lá por anos e ainda aprendi uma nova profissão, que foi a Elétrica”, contou.

Após a passagem na empresa, ele percebeu que era o momento de investir no seu sonho de empreender. “Como eu sempre quis empreender, eu segui em frente, investi em uma moto para trabalhar como motoboy. Mais uma vez, me dediquei, aprimorei meus conhecimentos e me tornei sócio do lugar que fui trabalhar e hoje empreendo junto com meu,agora, ex-chefe. Tive uma oportunidade, investi nela e hoje, devagarzinho, colho os frutos e não vou parar aqui”, finalizou o jovem empreendedor.

Compartilhe

Posts Relacionados

Confira o resultado final do processo seletivo para cursos remotos (ensino à distância)

Atenção! Saiu o resultado do Processo Seletivo para cursosremotos em Administração de Materiais e Técnicas de Atendimento do programa Oficina...

Conexão IJCA e Alemanha

Oceanógrafa, mestre em geociências e recém empreendedora, Francielly Monteiro viu na educação a porta para alcançar seus objetivos. A jovem,...

IJCA leva Guia Acesso e Permanências para escolas e pré-vestibulares

No ano em que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), registra mais de cinco milhões de inscrições – o...