Educação e participação social adolescente caminhando juntas

Design sem nome (2)

Maria Eduarda Rodrigues, 15 anos, é estudante do curso técnico em Química, no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro – IFRJ, campus São Gonçalo. Ela é aluna do programa Fortalecendo Trajetórias, representante do Comitê de Participação Adolescente (CPA), do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente do Rio de Janeiro e participou como delegada na 12ª Conferência Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, em Brasília.

A trajetória de Maria no Instituto JCA iniciou há dois anos, na etapa de Reforço Escolar, enquanto era aluna do 9º ano do ensino fundamental da Escola Joaquim Távora, em Niterói, e buscava se preparar para prestar provas para escolas públicas de qualidade no ensino médio. 

Durante o processo formativo no Reforço Escolar a adolescente foi apresentada ao tema dos Direitos da Criança e do Adolescente. “Foi durante as Conferências Livres organizadas pelo Instituto JCA que tive o primeiro contato com esse assunto. A partir de uma roda de conversa que eu conheci o que eram os Direitos da Criança e do Adolescente, o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) e não parei mais de me envolver nesses assuntos”, explicou ela.

A dedicação aos estudos e envolvimento com a temática da participação social adolescente lhe permitiram alçar novos voos. Em 2023, Maria Eduarda conquistou a sonhada aprovação no IFRJ São Gonçalo. Ao passo que sua vida estudantil progredia, Maria vivia também novas possibilidades na participação social. “Eu nunca imaginei que eu estaria nesse lugar de defender os direitos das crianças e adolescentes, de participar de conferências e do próprio CPA. Mas foi acontecendo tão gradativamente que hoje eu não me vejo sem participar. É muito bom estar em contato com outros adolescentes e os convidar para participar do Comitê, poder conhecer pessoas, avançar em reivindicações e ocupar nossos espaços de direito”, afirmou Maria

Junto com outros adolescentes do Fortalecendo Trajetórias, Maria Eduarda participou das Conferências dos Direitos da Criança e do Adolescente nas esferas municipal, estadual e nacional, sendo as duas últimas, na responsabilidade de delegada. “O sentimento de ser delegada na conferência nacional é muito gratificante porque é uma coisa que eu queria muito e me esforcei para conquistar essa vaga. E ver que eu consegui e que os adolescentes confiaram em mim para poder defender os nossos direitos, foi incrível demais. Fiquei muito realizada!”, contou ela. 

A participação na Conferência Nacional junto com outros 11 adolescentes representando o Estado do Rio de Janeiro proporcionou a Maria uma vivência a mais no cenário da participação social. “Foi uma experiência incrível que consegui realizar e melhor ainda é ver a galera presente, participando e ver que não sou só eu que estou tentando lutar pelos nossos direitos, que tem outros adolescentes também buscando por isso”, afirmou.

 Para o futuro, Maria caminha em direção ao seu próximo objetivo estudantil: a universidade. “Eu quero fazer faculdade de Medicina na UERJ e já estou me preparando para isso. Estou fazendo pré-vestibular social para quando chegar no terceiro ano eu fazer o Enem e já passar logo de primeira. Eu vou atrás desse sonho porque é a minha vontade desde pequena”, finalizou a adolescente.

Compartilhe

Posts Relacionados

Oficina do Ensino 2024.2: Confira o resultado da 1ª etapa do processo seletivo de cursos livres

Confira o resultado da primeira etapa do processo seletivos para os cursos livres em Auxiliar de Mecânica a Diesel e...

Instituto JCA no Programa Globo Comunidade

No ano em que celebra 20 anos de existência, o Instituto JCA foi pauta do Globo Comunidade, da TV Globo,...

Inscrições abertas para cursos livres remotos - ensino à distância do Programa Oficina do Ensino

Estão abertas até 21 de junho, ou até atingirem o número máximo de inscritos, as inscrições para cursos livres remotos...