Jovens comunicadores: parceria para ampliar oportunidades

Aula-Jovens-Comunicadores

Atuar em parceria em um cenário de crise é estratégico para ampliar oportunidades para jovens. Com isso em mente o IJCA faz parte da iniciativa Jovens Comunicadores, uma rede de comunicação comunitária formada por jovens de regiões periféricas que fomenta o acesso a informações sobre direitos, saúde e prevenção ao COVID-19.

A versão piloto da ação iniciou em março e conta com cerca de 60 jovens que produzem e distribuem conteúdo via redes sociais e tem como meta alcançar cerca de 17 mil pessoas simultaneamente. “Colaboração e parceria ganham um sentido ainda maior neste cenário. Nessa direção, novos atores e apoiadores chegam para somar. Fenomenal saber que nos próximos meses ampliaremos para 500 jovens moradores de São Gonçalo, através do programa Missão em Foco, do Itaú Social”, destaca Maysa Gil, coordenadora executiva do IJCA

Os jovens recebem uma bolsa auxílio no valor de R$ 250,00, durante as atividades do projeto e participam de um processo formativo online abordando temáticas do mundo da comunicação, como dados e notícia, fatos e versões, checagem de notícias, noções de comunicação popular, além de aulas práticas, como noções de criação de arte e vídeo.

A versão piloto do projeto é uma ação conjunta das seguintes organizações: BemTV, IJCA, FIOCRUZ, Intervozes, Orquestra de Cordas da Grota, “Ainda não pensei” – Jornal do Preventório, Saúde Coletiva – UFF, Comunicação – UFF e Secretaria Municipal de Niterói e Lei municipal de incentivo à cultura.

Além de participar da articulação, o IJCA indicou jovens que participam dos seus programas para integrarem os Jovens Comunicadores. É o caso do Brenno Alves, 16 anos, aluno Fortalecendo Trajetórias e um dos adolescentes que estão engajados na contenção do coronavírus.

“O primeiro encontro dos Jovens Comunicadores foi a apresentação do projeto e do grupo. Ficou claro para mim a importância da proposta, um projeto que trabalha com questões sérias e que iríamos realizar ações para transmitir informação de qualidade e para trabalhar a reflexão dentro das favelas sobre o COVID-19. Participar do projeto me faz sentir que estou ajudando a favela que você que nasci, cresci que tem tanto carinho. Trazer informações para cá, onde muitas vezes é difícil o acesso, é gratificante”, conta Brenno, morador do Caramujo.

Compartilhe

Posts Relacionados

Confira o resultado final do processo seletivo para cursos remotos (ensino à distância)

Atenção! Saiu o resultado do Processo Seletivo para cursosremotos em Administração de Materiais e Técnicas de Atendimento do programa Oficina...

Conexão IJCA e Alemanha

Oceanógrafa, mestre em geociências e recém empreendedora, Francielly Monteiro viu na educação a porta para alcançar seus objetivos. A jovem,...

IJCA leva Guia Acesso e Permanências para escolas e pré-vestibulares

No ano em que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), registra mais de cinco milhões de inscrições – o...