Literatura para desenvolver a criatividade

mirela

Mirella Ferreira, 16 anos, sempre foi apaixonada por livros e pelas mudanças de percepções que só a leitura pode trazer. Quando cursava o ensino fundamental na escola Escola Municipal Antônio Carlos da Silva, em Itaboraí, ela participava de projetos envolvendo literatura. Agora, aluna do 2º ano no Instituto Federal do Rio de Janeiro (IFRJ) campus Niterói, a jovem é bolsista do projeto de extensão Literatro: uma proposta de conjunção de linguagens, coordenado pela professora Suelen Gonçalves Vasconcelos.

O projeto busca consolidar o grupo de literatura e teatro formado em 2019 no IFRJ e promover a aproximação entre os jovens e a literatura, investigando novas interações possíveis com outras linguagens por meio de ferramentas tecnológicas. Mirella começou a atuar no projeto há pouco tempo e está muito animada com a sua participação. “Além de ser um projeto que agrega muito no ensino do aluno bolsista, é um projeto de grande importância para a comunidade. Aborda temáticas literárias importantes e necessárias, envolvendo alunos e público externo. Desta forma, auxilia muito para ampliação de conhecimento literário e cultural, com diversidade de ideias, estimulando o lado criativo. Estou no início, ainda tenho muito a aprender!”, destaca Mirella.

Outro ponto que Mirella destaca é o poder como o projeto favorece o contato com conhecimento e desenvolvimento da criatividade. “Com apenas um livro você pode viajar por diversos lugares, estando imóvel. Acredito que possa ser uma forma de unir entretenimento e conhecimento. Espero que as pessoas enxerguem a importância da literatura e do teatro, expressões de grande valor. Quero contribuir e aprender mais histórias, novos conceitos sobre teatro e ajudar as pessoas a conhecer também”, explica a jovem.

Mirella conheceu o IJCA na própria escola onde cursou o ensino fundamental, quando uma coordenadora da instituição apresentou o IJCA aos alunos interessados em ingressar em escolas federais. “Eu me inscrevi e participei do Reforço Escolar. Foi uma experiência incrível com muito acolhimento, reflexões e visões para o futuro que nunca tinha cogitado. Aprendi muito mais do que passar em uma federal, ali pude absorver lições para a vida toda”, lembra a jovem.

Além do projeto de extensão, a jovem se prepara para mais um desafio. Ela foi selecionada para participar do Jovens Comunicadores, projeto da ONG Bem TV que oferece uma formação em comunicação comunitária e direitos para jovens de origem periférica.  “Estou muito entusiasmada com esse projeto. Estou feliz com a possibilidade de fazer parte de algo que vai complementar a minha formação e apoiar a minha comunidade”, ressalta.

Compartilhe

Posts Relacionados

Confira o resultado final do processo seletivo para cursos remotos (ensino à distância)

Atenção! Saiu o resultado do Processo Seletivo para cursosremotos em Administração de Materiais e Técnicas de Atendimento do programa Oficina...

Conexão IJCA e Alemanha

Oceanógrafa, mestre em geociências e recém empreendedora, Francielly Monteiro viu na educação a porta para alcançar seus objetivos. A jovem,...

IJCA leva Guia Acesso e Permanências para escolas e pré-vestibulares

No ano em que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), registra mais de cinco milhões de inscrições – o...