Novos desafios na universidade

jovens enem

Giovana Pereira mora em Santa Bárbara, Niterói, e cursava o ensino fundamental na Escola Rachide da Gloria Salim Saker quando conheceu o IJCA em 2017, ao participar o Reforço Escolar. Ela foi aprovada no Colégio Pedro II e recebeu o acompanhamento do instituto ao longo do ensino médio no âmbito do programa Fortalecendo Trajetórias. Giovana irá cursar Pedagogia, na Universidade Federal Fluminense (UFF). “Era um sonho de infância me formar em Pedagogia e dar aulas. Pesquisei bastante sobre o curso e descobri que é bem amplo, dá para atuar em diferentes segmentos e me identifiquei”, afirma.

A preparação para o Enem em meio a pandemia foi um grande desafio a ser superado. Giovana conta que tinha dificuldade em ter foco com tantas distrações em casa. “Tive que aprender a me organizar, concentrar e traçar um caminho para alcançar o resultado que desejava, que era ter passado na faculdade”, explica.

Além dos encontros de acompanhamento pedagógico do IJCA, ela também participou do projeto Estudar em casa, que apoiava os jovens via WhatsApp com materiais e exercícios de redação que eram corrigidos e comentados por professores do instituto.

Assim como Giovana, Ruan Ribeiro também aproveitou a oportunidade do Estudar em Casa para fortalecer seus estudos. Morador de Santa Izabel, em São Gonçalo, o jovem destaca o apoio que recebeu do IJCA ao longo do ensino médio no Colégio Pedro II. “Eu precisava pegar quatro ônibus por dia para ir e voltar da escola e sem o apoio do IJCA eu simplesmente não conseguiria estudar. Sou muito grato pelo todo o apoio que recebi, inclusive emocional”, comenta o jovem.

Ruan irá cursar História na Unirio e está animado pelo início das aulas no próximo mês. “Durante o ensino médio eu fui me identificando com a área e decidi entrar para esse curso, já que me chama muita atenção é lado da pesquisa, artigos históricos, artefatos. Estou muito feliz por ter passado, é uma conquista para mim e para minha família”, afirma.

Animação é que não falta para Manuele Pessoa e sua família com a entrada da jovem na universidade. Moradora do bairro Mutuapira, em São Gonçalo, ela cursou o ensino médio no Colégio Santa Mônica, parceiro do IJCA, e foi aprovada para o curso de Engenharia Naval na UFRJ. “As ciências exatas sempre foram um desafio para mim, e, em razão disso, vi uma oportunidade de me superar. Além disso, cabe comentar que a hidrografia brasileira é mal aproveitada economicamente, e sonho em fazer a diferença por meio da tecnologia aquaviária, respeitando os limites ecológicos”, explica a jovem.

Para a Manuele, a pandemia começou  justamente no momento em que ela mais precisava estar em sala de aula para se preparar para o exame. “Apesar da dificuldade de estabelecer-me em plataformas digitais e de adaptar-me ao novo modelo de estudo, pude ter um bom rendimento do ensino à distância. O IJCA me ajudou reconhecendo as condições pelas quais o vestibulando teria de enfrentar em um ano tão atípico. Ademais, o instituto buscou complementar a formação do estudante do Ensino Médio, oferecendo mais materiais de estudos, bem como professores, o que foram mais oportunidades de vencer as adversidades”, afirma. 

Para quem está se preparando para o Enem, os jovens são categóricos: muito estudo, dedicação e foco. “Se é algo que você realmente quer, se é um sonho, então dá para conseguir. Se organize, estude e busque ajuda se sentir que precisa.  Sei que é difícil, demanda muita energia, mas com dedicação conseguimos alcançar nossas metas”, orienta Giovana.

Compartilhe

Posts Relacionados

Seminário promove debates sobre os Fundos da Infância e da Adolescência

Evento realizado por organizações da sociedade civil de Niterói busca instigar ações de política pública O seminário “Estratégias para a...

Programa Oficina do Ensino: Inscrições abertas para cursos livres 2024.2

Estão abertas até 03 de junho, ou até atingirem o número máximo de inscritos, as inscrições para cursos livres gratuitos...

Conheça o “Se liga no Ensino Médio”

“Sinceramente, eu não conhecia nenhuma dessas escolas públicas de ensino médio até entrar no Reforço Escolar”, afirma Nelson Machado, hoje...